Nosso primeiro lugar do concurso Blog X Principais contribuidores do Fórum:

Já se passaram mais de 10 anos desde que acabei minha primeira pós-graduação. Na época tentei publicar a minha dissertação e notei que não havia, no Brasil, nenhum site acadêmico, específico de Marketing para a publicação de artigos da área. Acabei criando um domínio só para publicar os meus artigos. O site ficou esquecido por alguns anos, quando comecei a receber colaborações de outras pessoas que queriam ver os seus trabalhos publicados em meu site. Fui publicando e o meu trabalho aumentando. Para monetizar o site comecei a colocar banners de alguns programas de afiliados que me rendiam algo em torno de R$ 100,00 por mês. Nada mal à época já que esse valor pagava os custos de hospedagem. Com o tempo o site foi aparecendo nas pesquisas e já tinha centenas de palavras que nas primeiras páginas do buscador do Google. Minha esposa sempre dizia que isso deveria ter algum valor, mas sem conhecimento nenhum e com uma ingenuidade ímpar não via como isso podia me ajudar.
Cansado de ouvir isso,comecei a pesquisar sistemas de monetização para sites. Encontrei dezenas de ofertas com “fique milionário com seu site”, “anuncie ringtones e fique rico” e coisas do gênero. Nada funcionou.
Foi então que acabei conhecendo o AdSense. Inscrevi-me e tive a minha associação aprovada rapidamente. Escolhi a esmo alguns formatos e os inseri no site. Comecei a devorar os posts do fórum. Virei leitor assíduo. Quando fui checar meus relatórios fiquei impressionado. No primeiro dia o site havia gerado 5 dólares, no segundo dia, 19, e no terceiro 22. Apenas nesses três dias já tinha um ganho superior ao que os banners de outros programas me davam por mês. Sem muito conhecimento de posicionamento, dobras, etc. fui dando tiros às cegas e cheguei a ter dias com 60 ou 70 dólares.

1. O Problema Inicial
Isso, no entanto, não durou muito. Após um auge de ganhos. Os rendimentos começaram a cair. Não entendia por que. Os scripts eram os mesmos, o posicionamento não havia mudado. O escopo do site tampouco. Lembro-me com ironia que nesse período respondia a 10 ou 12 posts no fórum, por semana, informando aos novos editores o que eram critérios. E a resposta era quase padrão: uma forma de segmentar relatórios. Apesar de estar tão perto de uma solução para o meu caso, não enxergava como melhorar. Eu usava critérios por URL, apenas para checar os relatórios em separado e segmentados: quanta ingenuidade. Via que o número de exibições era o mesmo, o CTR o mesmo, mas o eCPM era muito inferior. Anunciantes que antigamente via a miúde em meu site não estavam mais lá. Por quê?

2. Como resolvi o problema.
Nesse momento passei a tentar entender o outro lado. Eu, como editor do AdSense não entendia muito bem como funcionava o AdWords. Como os anunciantes viam o meu site, de que forma o site era apresentado a eles. Como eles poderiam escolher um determinado local para anunciar. Foi quando uma ideia me veio como um raio em minha cabeça: Claro! Não bastava segmentar, haveria a necessidade de oferecer espaços únicos, exclusivos, com conteúdo contextual ao ramo de negócios do anunciante. Até então o script que eu usava era o mesmo para todas as páginas (e para todas as posições). Se alguém quisesse anunciar em determinada página ou determinada posição não encontrava essa facilidade em meu site. E, ainda que pudesse anunciar em todo o meu site, aleatoriamente, eu não oferecia explicações adequadas ap anunciante. Passei a utilizar critérios e segmentação por canal. Passei a utilizar critérios diferentes para assuntos diferentes. Passei a mostrar o canal aos anunciantes como posicionamento de anúncios. Hoje, os anunciantes conseguem ver não apenas o nome do meu canal segmentado, mas a descrição. Aqueles que desejavam anunciar em apenas uma página, ou grupo de páginas, voltaram a anunciar em meu site. Aqueles que haviam desaparecido, pois não tinham opções de posicionamento em uma determinada página, voltaram a anunciar.

3. O Impacto dessa história
Foi uma solução simples e eficaz. Hoje mantenho o mesmo número de exibições com o mesmo número de CTR, mas o CPC e o eCPM aumentaram consideravelmente. Quase 30% de aumentos de ganhos se devem a esta simples ação. Na verdade, hoje tenho anunciantes mais qualificados, mais contextuais, e, principalmente: anunciantes que tiveram a oportunidade de analisar as minhas posições oferecidas para anunciar os seus produtos. São fatores que não tem preço, e, aqui entre nós, não tenho saudades da época em que meu site não tinha segmentação e qualquer anunciante anunciava em qualquer página dele, aleatoriamente. Sinto-me mais qualificado, mais profissional no mercado publicitário e tenho certeza que o Portal do Marketing (http://www.portaldomarketing.com.br) site onde implementei as mudanças é um veículo que, por sua vez, oferece um excelente retorno aos anunciantes. (que por sinal, são extremamente contextuais ao conteúdo do site).

Se quiser falar diretamente com o Daniel Portillo Serrano, mais conhecido como Dan, entre no nosso Fórum. E se quiser saber mais sobre como melhorar sua performance, clique aqui.

Postado por Fabiana Fróes - Equipe por Dentro do AdSense