Se você é um ávido leitor do blog, provavelmente se lembra de séries de postagens como "Mitos e verdades sobre o Google AdSense" e "Sextas-feiras para iniciantes". Atendendo a muitos pedidos, temos o prazer de anunciar que dedicaremos os meses de agosto e setembro a postagens sobre regulamentos. Durante esses dois meses, analisaremos mais de perto nossos regulamentos para promover esclarecimentos, práticas recomendadas e dicas.

Esta semana, gostaríamos de reconsiderar um dos assuntos mais persistentes e questionados em termos de regulamentos: conteúdo adulto. Como todo editor do Google AdSense deve saber, os anúncios só podem ser colocados em páginas com conteúdo indicado para menores. Como o rótulo "indicado para menores" é um termo genérico que apresenta diferenças entre países e culturas, geralmente recebemos perguntas solicitando esclarecimento sobre o que consideramos conteúdo adulto. 

A proibição de imagens pornográficas sexualmente explícitas é clara, mas, muitas vezes, os editores inconscientemente ignoram alguns tipos de conteúdo mais sutis que podem ser voltados para um público-alvo adulto. Alguns exemplos incluem sites de fetiches ou artigos adultos, roupas finas/transparentes e imagens de pessoas (mesmo vestidas) em poses provocantes ou sensuais que apresentam teor sexual. Essa regra também se aplica a links ou anúncios que encaminham tráfego para páginas de conteúdo adulto. 

Outra consideração importante é o fato de que imagens não são o único tipo de elemento que pode ser considerado material adulto. Textos de natureza sexual são igualmente considerados conteúdo adulto. Alguns exemplos incluem artigos com dicas sobre saúde sexual (incluindo orientação médica), contos eróticos e spam de comentários com palavras-chave adultas (geralmente em sites de conteúdo gerado pelo usuário). 

Quando você não tiver certeza se uma imagem ou um texto pode ser interpretado como conteúdo adulto, aplique a seguinte regra básica: se você não gostaria que uma criança visse o conteúdo em questão ou se ficaria constrangido em acessar a página na frente de colegas, provavelmente trata-se de material não indicado para menores e você não deve colocar o código de anúncio do Google AdSense na página que exibe esse conteúdo. Agradecemos por ajudar a tornar nossa rede um ecossistema equilibrado em que usuários, editores e anunciantes possam crescer e prosperar juntos.  

Postado por Fabiana Fróes - Equipe por Dentro do Google AdSense